Como a teoria do caos se aplica ao Supply Chain

Uma pequena mudança no inicio de um evento pode trazer consequências gigantescas e totalmente desconhecidas no futuro. Esse é o efeito borboleta, que faz parte da teoria do caos. Ou seja, é a ideia de que diversos sistemas, mesmo que separados, podem ser impactados por eventos aleatórios e sem correlação ao que cada um desses sistemas faz. Mas, o que isso tem a ver com o supply chain? 

Simples, qualquer contratempo, por menor que seja, pode impactar negativamente uma cadeia de suprimentos. O atraso na entrega  de um pequeno parafuso, na ponta de uma cadeia de suprimentos, pode causar problemas que crescem como uma bola de neve até chegar à outra ponta da cadeia e atrapalhar a produção, a disponibilidade de estoque, atrasar o cronograma de lançamento de um novo produto e, aindaprejudicar a experiência do cliente. 

Isso deixa clara a importância de contar com uma cadeia de suprimentos conectada, que permita uma gestão mais transparente e com maior visibilidade de todas as etapas, de forma que o profissional de compras saiba exatamente onde encontrar os insumos necessários para manter uma operação funcionando normalmente, conseguir prever possíveis problemas e, assim, evitar interrupções não programadas. 

Apesar disso, a crise sanitária iniciada em 2020 mostrou que muitas empresas não estavam preparadas para lidar com problemas em suas cadeias de suprimentos, afinal, quem esperava que um vírus surgisse no interior da China e trouxesse tantos problemas para as empresas? Sim, ninguém esperava, mas isso mostra como a teoria do caos está ligada à cadeia de suprimentos. 

Prever o imprevisível

Então, como prever o imprevisível? Como prever que um navio cargueiro irá encalhar no meio do canal de Suez e interromper o transporte marítimo de cargas e diversas cadeias de abastecimento globais? De acordo com a McKinsey, uma empresa que atua em diversos setores pode esperar que interrupções durem de um mês a quase quatro anos. E isso exige uma maior resiliência da cadeia de suprimentos. 

Nesse ponto, quando inteligência, dados e tecnologia caminham juntas, o resultado é uma maior visibilidade por toda a cadeia de suprimentos, permitindo a criação de estratégias voltadas para reduzir o impacto desses “acontecimentos imprevisíveis”. 

O planejamento de cenários em tempo real analisa o impacto que determinados eventos – crises econômicas, sanitárias, ambientais, ataques cibernéticos – podem causar em qualquer etapa da cadeia de suprimentos. 

E a preparação para esse tipo de ocorrência pode ser extremamente complexa, exigindo que sistemas baseados em inteligência artificial façam analises considerando um hipotético “e se algo assim acontecer, o que iremos fazer” para reduzir riscos e aumentar a resiliência. 

Isso levou muitas empresas a considerarem a adoção de uma estratégia que envolva fornecedores mais próximos, da própria região, para evitar possíveis gargalos que possam impactar na distribuição e fabricação, em detrimento de outros localizados em outros paísesMas que, se não houver o monitoramento de riscos, as chances de uma nova interrupção são reais. 

Na verdade, as empresas precisam investir em uma estratégia de gestão de riscos que preveja um próximo efeito borboleta, que conte com as informações e tecnologias necessárias para essa previsão, para gerar os insights necessários para melhorar a tomada de decisões e para que possam reagir com maior agilidade quando esses eventos acontecerem. 

Gerenciar com eficiência uma cadeia de suprimentos exige uma maior compreensão das funções de cada fornecedor, como são suas interações e os modelos de negócios que cada uma dessas empresas usa para o relacionamento com seus próprios fornecedores. Otimizar esses fluxos pode ser altamente complexo e a teoria do caos pode ajudar a lidar com essa complexidade. 

O caos e a gestão da cadeia de suprimentos

Sistemas complexos podem disfarçar regras simples. Encontradas essas regras, previsões podem ser feitas de maneira razoável, reduzindo a complexidade da cadeia de suprimentos, de forma a permitir que as empresas se adaptem com maior rapidez a qualquer mudança que ocorra na cadeia. 

Lidar com imprevistos faz parte do dia a dia das empresas, mas seu impacto pode ser reduzido com a adoção da análise de dados. Dados e a especialidade da COSTDRIVERS. Fale com um dos nossos especialistas e saiba como podemos ajudar sua empresa. 

Fique por dentro das novidades

Receba nosso conteúdo exclusivo por e-mail

Contato

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1993, São Paulo, Brasil

Telefone: +55 011 2162-1790

Email: info@costdrivers.com

Copyright 2019 – COSTDRIVERS – Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Intelligenzia​