Como melhorar a experiência do fornecedor (e por quê)  

Experiência do cliente, experiência do usuário, experiência do funcionário. Todos esses termos já fazem parte do dia a dia das empresas e são peças importantes para o sucesso dos negócios. Mas, e a experiência do fornecedor? Por que o setor de Compras precisaria se preocupar com isso? Simples, uma má experiência do fornecedor pode resultar em uma má experiência para o cliente. 

Em um mundo cada vez mais globalizado, com cadeias de suprimentos complexas e globais, as empresas se tornam dependentes de um bom desempenho dos seus fornecedores para garantir a entrega do melhor produto ao cliente. Afinal, o desempenho da empresa depende diretamente de alguns fatores relacionados aos seus fornecedores: preço, qualidade, garantia de entrega e, em alguns casos, da tecnologia fornecida. 

Isso deixa claro que ter o relacionamento com o fornecedor precisa ir além de apenas efetuar um pedido e receber o produto. Esse relacionamento precisa ser mais estreito de forma que o fornecedor se torne um parceiro e contribua para agregar mais valor aos produtos oferecidos pela empresa e isso, na maioria das vezes, não está ligado unicamente ao preço que ele vai cobrar.  

Quão vulnerável é a cadeia de suprimentos

Crises, como a que o mundo ainda enfrenta, mostram como as empresas são tão vulneráveis quanto o elo mais fraco de sua cadeia de suprimentos, principalmente em relação aos prazos de entrega. Isso deixa clara a necessidade de entender por que um determinado fornecedor deve atender a uma empresa e não a outra, que apresente as mesmas necessidades. 

A resposta para esse dilema reside no relacionamento que a empresa tem com esse fornecedor ao ponto de se tornar seu cliente preferencial. Isso vai além de saber o que esse fornecedor pode fornecer a uma empresa, mas também está conectado ao que a empresa pode pedir para ele. 

Claro, isso exige um relacionamento mais colaborativo e transparente com o fornecedor, afinal, muitos problemas relacionados à cadeia de suprimentos são evitados com uma boa gestão, que desenvolva um relacionamento de mão dupla, em que os dois lados são beneficiados. 

À medida que tecnologias inovadoras, como IA e aprendizado de máquina, se tornam comuns na gestão de fornecedores, o uso de dados úteis e confiáveis é fundamental para  tornar a cadeia de suprimentos mais resiliente. E quem deve fornecer essas informações? Os próprios fornecedores, desde que o relacionamento entre eles e a empresa seja próximo o suficiente para isso. 

No que consiste melhorar a experiência do fornecedor

Para melhorar a experiência do fornecedor e lidar com esses problemas é essencial reconhecer sua importância para os negócios.  

Melhorar a visibilidade e governança

Por meio de metas comunicadas e acordadas previamente, o relacionamento entre empresa e fornecedor é mais transparente e bem-sucedido, pois há um aumento de confiança entre as duas partes e permite uma maior colaboração e criação de valor para o cliente.  Essa maior visibilidade e confiança permite ao fornecedor adotar uma abordagem tecnológica e operacional inovadora em sua operação de forma a beneficiar as necessidades do cliente. 

Transparência a automação

As relações comerciais ainda são prejudicadas pelo tempo utilizado para buscar informações e o desafio é como essas informações podem ser compartilhadas para serem usadas para melhorar a gestão de fornecedores. A automação de processos da cadeia de suprimentos permite simplificar tarefas e reduzir os custos por toda a cadeia, além de aumentar a transparência no compartilhamento de informações. 

Novas tecnologias

Novas tecnologias devem facilitar o trabalho das pessoas e oferecerem um ambiente amigável e que atenda às necessidades do setor de Compras e de seus fornecedores, tornando esse relacionamento mais inteligente Devem também permitir o compartilhamento automático de informações em tempo real e garantir a consistência desses dados de forma a melhorar as negociações e o cumprimento de metas. 

Colaboração e interação

É necessário entender que o relacionamento com o fornecedor é realizado por pessoas e que, muitas vezes, exige muito diálogo entre os profissionais. Cabe ao comprador estabelecer e manter um bom relacionamento com o fornecedor ao mesmo tempo em que realiza a melhor negociação para atender com eficiência as necessidades da empresa. Quanto melhor a colaboração e a interação entre as empresas, melhor será o relacionamento, garantindo a agilidade, flexibilidade e produtividade por toda a cadeia de suprimentos. 

Ecossistema eficiente

Um ecossistema manufatureiro envolve a conexão harmoniosa entre as empresas que fazem parda da cadeia de suprimentos, garantindo uma melhor comunicação e colaboração entre todos, no lugar de criar silos que não conversam entre si. Dessa forma é possível padronizar processos, sistemas e fluxos de trabalho entre a empresa e o fornecedor. 

Ao manter um bom relacionamento com os fornecedores é possível também atender às necessidades do cliente final, tornando essa experiência mais satisfatória. E isso não deve ser uma postura exclusiva do setor de Compras, mas deve partir de cima, dos gestores e deve fazer parte da estratégia de negócios da companhia. 

E dados são essenciais para essa nova visão do relacionamento com os fornecedores. E a COSTDRIVERS oferece as informações necessárias para melhorar essa experiência. Entre em contato e conheça nossa plataforma. 

Fique por dentro das novidades

Receba nosso conteúdo exclusivo por e-mail

Contato

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1993, São Paulo, Brasil

Telefone: +55 011 2162-1790

Email: info@costdrivers.com

Copyright 2019 – COSTDRIVERS – Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Intelligenzia​