Compradores e fornecedores se unem para reduzir custo do crédito

Fornecedores e compradores finalmente entenderam que precisam deixar de lado suas diferenças se quiserem sobreviver à crise. Para garantir a sustentabilidade da cadeia produtiva dos seus negócios, a saída encontrada é a busca de recursos de forma unificada por meio de soluções tecnológicas que integram compradores, fornecedores e instituições financeiras.

A alternativa permite viabilizar projetos, reduzir os custos de financiamento e aumentar a oferta de capital de giro das redes de suprimento. É o que no exterior se tornou conhecido como supply chain finance.

O conceito chega agora ao Brasil por meio de uma parceria entre a Intoo, plataforma on-line de crédito que facilita o financiamento de capital de giro e antecipação de recebíveis conectando empresas e instituições financeiras, e a Coobo, especializada em consultoria e tecnologia de gestão inteligente de gastos.

O modelo tem permitido que empresas obtenham uma redução média de até 70% no custo de crédito. Enquanto que a média de captação do mercado flutua em torno de 5% ao mês, segundo o Banco Central, aquelas provenientes da parceria feita entre Intoo e Coobo podem custar até menos da metade disso.

“A necessidade de capital de giro é um dos grandes detratores de performance na cadeia produtiva. Na crise, as empresas não conseguem crédito junto aos bancos e buscam alternativas. Ao estar ao lado do fornecedor, o comprador contribui para a sustentabilidade da cadeia”, explica Lucas Mattos, diretor de operações da Intoo.

“Identificamos que muitos fornecedores já exibem problemas de fluxo de caixa e, caso continuem assim, os grandes compradores canibalizarão sua rede de fornecedores. É um ciclo vicioso”, afirma Fabiano Coutinho, diretor-sócio da Coobo.

Fonte: SEGS

Contato

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1993, São Paulo, Brasil

Telefone: +55 011 2162-1790

Email: info@costdrivers.com

Copyright 2019 – COSTDRIVERS – Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Intelligenzia​