Conheça 9 métricas importantes para os gerentes de compras

Ser gestor envolve diversas atividades que, algumas vezes, podem atrapalhar uma visão mais completa de qualquer departamento, não importa se o gestor já é experiente ou assumiu há pouco tempo.  São diversas métricas que devem ser seguidas para entender melhor a cadeia de suprimentos, mas o tempo limitado e as diversas solicitações fazem com que a tarefa seja um desafio.

Apesar de complexo, ter acesso fácil aos números do setor e saber interpretá-los corretamente é um dos segredos para o sucesso da área de compras. Quando usados para monitorar os processos de compras, esses KPIs podem ajudar a definir as metas para o departamento.

Principais métricas
Pensar e agir de forma estratégica deveria ser regra em qualquer departamento de uma empresa, mas na área de compras, isso ainda não é uma realidade. Muitas empresas ainda não utilizam as principais métricas para aprimorar sua gestão, mas é possível mudar essa visão:

Taxa de defeitos do fornecedor
Essa métrica é usada para avaliar a qualidade individual de um fornecedor. Medir as taxas de defeitos e decompô-las com base no tipo de defeito oferece insights sobre a confiabilidade do fornecedor. Normalmente é medida em defeitos por milhão.

Precisão de compras
A baixa precisão aumenta os custos operacionais. Essa métrica ajuda as empresas a entender se os fornecedores estão entregando o que foi pedido e se o pedido chegou no momento correto.

Prazo de entrega
O prazo de entrega é a quantidade de tempo decorrido entre o momento em que o fornecedor recebe o pedido e o momento que ele é enviado. Esse KPI é medido em dias e começa com a conformação da disponibilidade do produto e termina com a entrega das mercadorias.

Disponibilidade do fornecedor
A disponibilidade do fornecedor é usada para medir a capacidade de responder às demandas de emergência. Esse KPI ajuda as empresas a determinar o grau de confiabilidade que podem ter em um fornecedor.

Custo por fatura e pedido
Esse custo pode variar de acordo com os fatores incluídos neste cálculo. Uma empresa que utiliza processos manuais tem custos de processamento mais altos quando comparada a outras que usam processos automatizados.

ROI de compras
O ROI de compras determina a lucratividade e a relação custo-benefício do investimento em compras

Competitividade de preços
Pouca ou nenhuma concorrência entre fornecedores pode levar à criação de um monopólio e isso pode prejudicar a qualidade do produto em longo prazo. A competitividade pode ser medida comparando o preço pago com os preços de mercado.

Gastos indiretos x diretos
Gastos diretos se referem às compras incorporadas diretamente aos produtos da empresa e indiretas são as que não são (como gastos com energia). É importante que as equipes entendam o impacto desses custos na qualidade dos produtos fornecidos.

Gastos influenciáveis e gerenciados
Gastos influenciáveis são aqueles em que o setor de compras consegue alterar por meio de negociação, trocando de fornecedores ou alterando a demanda. É uma decisão organizacional e que varia de acordo com a estratégia da empresa. Já os gerenciados, dizem respeito a quantidade de gastos que o setor de compras tem em mãos.

A COSTDRIVERS é uma plataforma global que fornece ferramentas exclusivas e informações sobre preços e custos em vários segmentos. Nossa especialidade é transformar dados em insights para a tomada de decisões estratégicas. Entre em contato e conheça nossas ferramentas.

Fique por dentro das novidades

Receba nosso conteúdo exclusivo por e-mail

Contato

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1993, São Paulo, Brasil

Telefone: +55 011 2162-1790

Email: info@costdrivers.com

Copyright 2019 – COSTDRIVERS – Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Intelligenzia​