Ouro recua ao menor nível em mais de três meses

Os preços do ouro caíram aos seus menores níveis em mais de três meses nesta sexta-feira, pressionados pelas evidências cada vez mais fortes da aceleração do crescimento econômico dos Estados Unidos, o que torna mais provável um aumento dos juros no curto prazo. O ouro para entrega em junho fechou em queda de 0,3%, a US$ 1.216,70 a onça-troy na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), dando

continuidade a uma sequência de oito sessões consecutivas de perdas. Esse foi o pior fechamento do metal desde 22 de fevereiro. O ouro é normalmente visto como um investimento seguro para períodos de crescimento econômico fraco e volatilidade dos mercados financeiros. Por esse motivo, a apreensão acerca da saúde da economia americana no começo do ano alimentou o forte rali do metal neste ano. No entanto, dados mais recentes sugerem que o crescimento baixo foi temporário, com dados indicando que a recuperação dos EUA continua, ainda que a um ritmo mais lento. Esses dados econômicos abrem a possibilidade para o Fed elevar os juros, o que coloca pressão sobre o ouro, pois o torna menos atraente em relação a ativos de renda fixa. Os futuros dos Fed Funds, usados pelos investidores para avaliar a política monetária do banco central americano, aponta uma probabilidade de elevação dos juros em junho de quase 34%, ante 4% no começo do mês, de acordo com o CME Group. A probabilidade apontada para um aumento dos juros em julho é de 58%. Com os investimentos especulativos no mercado de ouro em seus níveis mais positivos em quase cinco anos, analistas dizem que o mercado pode estar prestes a sofrer uma forte queda, conforme os investidores realizam lucros e fecham posições. “O alto nível de interesse especulativo e o retorno da especulação sobre um aumento dos juros nos EUA tornam o ouro mais suscetível a uma correção de preços no curto prazo”, disse o Commerzbank em uma nota. Os preços do ouro também foram pressionados pelo fortalecimento do dólar, que torna o metal mais caro para compradores em outras moedas. Há pouco, o euro caía 0,72%, a US$ 1,1124, enquanto o dólar avançava 0,46% ante a moeda japonesa, a 110,268 ienes. A libra perdia 0,33%, a US$ 1,46178.
Valor Econômico – 27/05/2016

Fique por dentro das novidades

Receba nosso conteúdo exclusivo por e-mail

Contato

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1993, São Paulo, Brasil

Telefone: +55 011 2162-1790

Email: info@costdrivers.com

Copyright 2019 – COSTDRIVERS – Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Intelligenzia​